Inhotim

inhotim

O Inhotim se tornou uma instituição de destaque nacional e internacional. Trata-se de um belíssimo parque e jardim botânico permeado por galerias e obras de arte, conformando um complexo museológico de grande porte.  São ao todo 22 galerias e pavilhões de arte, além de 22 obras integradas na natureza ao ar livre. O jardim botânico é dotado de paisagismos diversos e riquíssimos, sendo campo de estudo e pesquisas. Além disto, o Inhotim possui teatro, centro cultural, exposições temporárias, atividades educativas, espetáculos, visitas guiadas e uma gama de opções de alimentação, que inclui restaurantes, cafés e lanchonetes espalhadas ao longo de sua extensão. Trata-se de um lugar que requer mais de um dia para uma visitação completa. Recomenda-se programar um roteiro com antecedência, pesquisando no Google Art Project as obras expostas e selecionando aquelas que mais agradam ao seu paladar. Lembrando, ainda, que algumas galerias possuem conteúdo adulto e, portanto, não podem ser visitadas pelos pequenos. Apesar de ser um museu, o Inhotim também é um parque e a visita implica em caminhar bastante ao ar livre. Portanto, passe filtro solar, vista-se com roupas leves e calçados próprios para caminhada.

Se você só tem um dia, segue abaixo a nossa sugestão de roteiro, que pode ser realizado na companhia das crianças e bebês:

Centro de Educação e Cultura Burle Marx: Chegando em Inhotim, tome um café para renovar as energias neste espaço cultural, que fica logo atrás da recepção. Aproveite para visitar a praça no terraço, onde encontra-se a obra Narcissus Garden Inhotim, da artista japonesa Yayoi Kusama: uma série de esferas que flutuam em um espelho d’água e que conformam um cenário belo de se ver.

Galeria Lygia Pape (G20): Caminhe até esta galeria próxima e aprecie a obra Ttéia 1C da artista, uma série de fios metálicos que, sob a iluminação correta, criam um impactante contraste de claro e escuro.

Galeria da Praça (G3): Trata-se de um espaço de exposições temporárias que, atualmente, conta com algumas interessantes mostras de longa duração. Temos duas recomendações. A primeira, a mostra de Luiz Zerbini, com seus geométricos tridimensionais e pinturas coloridas. A segunda, a obra Forty part motet, de Janet Cardiff, que coloca o fruidor no centro de um coral com quarenta vozes.

Vandário: Caminhe até o lago onde se encontra o Vandário: um orquidário dedicado ao grupo das vandáceas. A paisagem e as flores valem a pena a caminhada!

Almoço: Provavelmente por hora a fome já deve ter batido à porta. O Inhotim possui dois restaurantes principais, além dos cafés e das lanchonetes espalhadas pelo parque. O primeiro, Restaurante Tamboril, é o principal e também o mais caro, com gastronomia internacional. Se optar por ele e for verão, tente se sentar no Bar do Ganso. Além de mais tranquilo, tem ar condicionado e jazz ambiente. O segundo, o Restaurante Oiticica, possui buffet a quilo, uma ambientação deliciosa e a comida não fica muito atrás da servida no Tamboril, além de sair mais em conta.

Galeria Mata (G1): Próximo ao Tamboril fica a Galeria Mata, cuja arquitetura pousou à beira de lindíssimo lago. O conjunto, por si só, vale a pena a visita. Na galeria, procure pelas obras de Juan Araújo, em especial o quadro “Casa do Baile”.

Rota de Carrinho 4: (Caso prefira andar a pé, pule para o próximo item.) O Inhotim possui um sistema de transporte interno em carrinhos de golfe, onde é possível se deslocar de um ponto a outro dentro de cinco trechos pré-definidos. A grande vantagem é poder percorrer grandes distâncias apreciando a paisagem.  Para utilizar o sistema é preciso estar com a pulseirinha de passe, adquirida na recepção por 20 reais. Caminhe até o ponto de embarque da rota de carrinho 4, próximo à obra A6. Siga no carrinho até o ponto final, apreciando a paisagem. Caminhe até o embarque 3 e também realize o passeio até o ponto final. Então, caminhe até o Viveiro Educador.

Viveiro Educador e Jardins Temáticos: Trata-se de um espaço simplesmente mágico. Nas mandalas sensoriais é possível tocar e cheiras as plantas. No Jardim das Pedras, o cenário é impressionante, com cactus, flores e plantas de paisagismo inspirado nos desertos do México. Explore com calma os diversos viveiros e jardins temáticos do local.

Lanche e Lojinha: Retorne a pé para a recepção, aproveitando para tomar um lanche e dar uma corrida de olho na lojinha.

Mapa do Inhotim

Como Chegar
O Inhotim fica na cidade de Brumadinho, a 60 km de Belo Horizonte. É possível chegar de carro, bem como ir de ônibus. A empresa Saritur oferece ônibus executivo que sai diariamente da rodoviária de Belo Horizonte às 8:15h e retorna no final da tarde, levando e buscando o visitante dentro do próprio Inhotim. Compre as passagens pela Internet. Caso estejam esgotadas no site, aguarde alguns minutos que provavelmente abrirá no sistema um novo ônibus extra.
Clique aqui para saber mais informações 

Endereços eletrônicos
www.inhotim.org.br
Google Art Project Inhotim

Horário de Funcionamento
Terça a sexta, 9:30h às 16:30h. Sábados, domingos e feriados, 9:30h às 17:30h.

Ingressos
Terça e quinta feira: R$ 25,00. Quarta feira (exceto feriado): Gratuita. Sexta, sábado, domingo e feriados: R$40,00. (Valores vigentes a partir de 03 de fevereiro de 2015).
Passe para utilizar o transporte interno: R$ 20,00.
Recomenda-se adquirir o ingresso com antecedência na Internet, para evitar as filas.
Clique aqui para comprar o ingresso

Estacionamento e Segurança
O museu possui estacionamento próprio e a sensação dentro do parque é de muita segurança. Além dos visitantes, há uma quantidade impressionante de funcionários e monitores circulando no local.

Acessibilidade na Edificação e Carrinho de Bebê
O Inhotim é um parque e, apesar das galerias serem todas acessíveis, para se chegar lá é preciso, em alguns casos, percorrer trilhas de terra ou de pedras irregulares. Entretanto, é bastante comum ver carrinhos de bebê circulando livremente pelo local. O Inhotim conta, ainda, com transporte interno em carrinhos de golfe que realizam roteiros fixos ao longo do parque (serviço pago). É possível também obter um carrinho exclusivo com motorista, alugado por hora ou por dia. Cadeirantes e pessoas com dificuldade de mobilidade podem ter o serviço gratuitamente por 50 minutos, com agendamento na recepção.

Infraestrutura para os bebês
Possui trocadores em alguns dos banheiros acessíveis do parque. Próximo ao restaurante Tamboril localiza-se um fraldário, com trocadores, pia, micro-ondas e poltrona para amamentação.

Temperatura
Em dias quentes não deixe de levar filtro solar e chapéu. Algumas galerias possuem ar condicionado bem frio, então, o choque térmico é inevitável. Nestes casos, agasalhar os pequenos antes de entrar.

Fotografias e Filmagem
Permite fotografar e filmar somente nas áreas externas, para uso pessoal.

Lanchonete
Possui restaurantes, cafés, pizzaria e lanchonetes ao longo do parque. O Restaurante Tamboril é o principal e, também, o mais caro, com gastronomia internacional. Se optar por este, sente-se no Bar do Ganso, onde há ar condicionado e jazz ambiente. O Restaurante Oiticica oferece buffet a quilo e não deixa muito a desejar em relação ao Tamboril, além de possuir uma ambientação bastante agradável e preço mais em conta. O Café do Centro de Educação e Cultura Burle Marx é confortável, bonito e oferece boas opções de lanche.

Loja
Localiza-se na recepção. Os produtos são belíssimos, mas prepare o bolso se quiser levar algo além de lápis e marcador de livro. Para as crianças, possui alguns livros e bonecas.

Wi-fi
Gratuito na recepção e restaurantes.

 

Observação: Esta visita faz parte da pesquisa intitulada “Acessibilidade e Infraestrutura em Museus e Espaços Culturais para Famílias com Lactentes” e seus resultados estarão disponíveis futuramente no site www.acrochaveiga.com.br

Crédito imagem: Site oficial do Inhotim